quinta-feira, 23 de julho de 2009

Família Callichthyidae

A família Callichthyidae é encontrada em toda a América Neotropical, sendo conhecidas como peixes-gatos blindados devido à presença de duas séries longitudinais de placas em cada lado do corpo que lhes conferem uma armadura óssea. Possuem grande variação de tamanho onde, por exemplo, algumas espécies de Corydoras alcançam cerca de 20 milímetros e a espécie Hoplosternum littorale, cresce até aproximadamente 160 milímetros de comprimento padrão. O gênero Corydoras é um dos mais diversos e mais conhecidos por aquaristas de todo o mundo.

Corydoras aeneus

A maioria das espécies de Callichthyidae são bentônicos, e comem principalmente invertebrados aquáticos como microcrustáceos e insetos, inclusive detritos vegetais. Esta família possui mais de 160 espécies agrupada em oito gêneros.

Aspidoras pauciradiatus

Os representantes dessa família habitam uma variedade de hábitats diferentes, desde pequenos riachos de águas rápidas e oxigenadas, até rios de grande porte, incluindo também poças e locais pantanosos, onde o oxigênio pode ser praticamente ausente. Para sobreviver nestes hábitats, estes usam o intestino como um órgão respiratório acessório, onde o ar é coletado na superfície da água e engolido, e eventualmente é expelido através do ânus.

Scleromystax barbatus

Ao contrário dos peixes-gatos das famílias Loricariidae e Trichomycteridae que praticam a respiração aérea somente em caso do hipóxia, a família Callichthyidae respira o ar continuamente sob todas as condições da água. Entretanto, o ar engolido tem um papel mais importante na manutenção do contrapeso hidrostático do que na respiração, contribuindo com o aproximadamente 75% do ar necessário para a flutuabilidade.

Dianema urostriatum

Os hábitos reprodutivos da família são muito variados e interessantes. Os gêneros Aspidoras, Corydoras e Scleromystax, como a maioria dos siluriformes, colocam seus ovos em rochas, folhas ou outras superfícies. Megalechis, Lepthoplosternum, Hoplosternum e Dianema, possuem um comportamento interessante, construindo ninhos de flutuação a base de espuma e restos vegetais.
Megalechis thoracata

A família Callichthyidae apresenta muitas características derivadas, sendo as mais interessantes o canal sensorial da linha lateral reduzido com 1 a 6 placas; canal sensorial do pré-opérculo não conectado ao ramo pré-opercular; ossos infra orbitais expandidos como placas; segundo infra orbital com uma expansão laminar interna, dando forma à parede posterior da órbita; pré-maxilar sem dentes; dentário com um processo mediano para a inserção do músculo inter mandibulares; abertura lateral da bexiga de gás parcialmente fechado por uma expansão oca (para uma lista completa de sinapomorfias e caracteres veja Brito, 2003; Reis, 1993, 1997). Esta família é reconhecidamente monofilética, sustentada por diversas características derivadas, apresentando duas subfamílias, Callichthyinae Hoedeman, 1952 e Corydoradinae Hoedeman, 1952, cada uma suportada por diversas sinapomorfias.

Hoplosternum littorale

Distribuição geográfica
Esta família é endêmica da América Neotropical, sendo encontrada em diversas drenagens como Paraná-Paraguai, São Francisco, Amazonas, Orinoco, Maracaibo, Magdalena e bacias costeiras atlânticas no Brasil. Apresentam uma grande diversidade principalmente na drenagem Amazônica.

Callichthys callichthys

Referências
Britto, M. R. 2003. Phylogeny of the subfamily Corydoradinae Hoedeman, 1952 (Siluriformes: Callichthyidae), with a definition of its genera. Proceedings of the Academy of Natural Sciences of Philadelphia 153: 119-154.
Burgess, W.E. 1987. Corydoras and related catfishes - a completeintroduction. T.F.H. Publications, Neptune City, 128p.
Burgess, W.E. 1989. An atlas of freshwater and marine catfishes. A preliminary survey of the Siluriformes. T.F.H. Publications,Neptune City, 784p.
Pinna, M.C.C. 1992. A new subfamily of Trichomycteridae (Teleostei, Siluriformes), lower Loricarioid relationships, and a discussion on the impact of additional taxa for phylogenetic analysis. ZoologicalJournal of the Linnean Society, 106:
Reis, R.E. 1997. Revision of the Neotropical catfish genus Hoplosternum(Ostariophysi, Siluriformes, Callichthyidae), with the description of two new genera. Ichthyol. Explor. Freshwaters, 7(4):299-326

Fotos
Cinthia Emerich
Ricardo Britzke
Ricardo Kobe
Teq
Wesley Danes

Agradecimentos
Leandro Villa Verde

Adaptado por Ricardo Britzke © Copyright 2009 ©

2 comentários:

Chat-blogger disse...

Muito interessante, gostei.

Anônimo disse...

Muito bom o post, eu sou fã inveterado do gênero scleromystax, principalmente as barbatus.