domingo, 20 de julho de 2008

Descrição de uma nova espécie de Leporinus

Uma nova espécie do gênero Leporinus é descrita no rio Araguaia, nos estados do Mato Grosso e Goiás, Brasil.
Nomeada pelos ictiólogos brasileiros Heraldo Britski e José Birindeli de Leporinus venerei, em honra a Paulo César Venere, o primeiro conhecedor da nova espécie, a mesma vive em ambientes lênticos e lagoas marginais. Sua característica mais notável é sua fórmula dental 4/3, única entre as espécies do gênero que possuem fórmula dental 3/3, 3/4 ou 4/4. A nova espécie também pode ser reconhecida pela combinação das seguintes características: 36 a 37 escamas na linha lateral, 4/4,5 ou 4/5 séries de escamas na linha transversal, 16 series de escamas circumpedunculares, nadadeira anal ultrapassando a base dos raios inferiores da nadadeira caudal e presença de três manchas escuras ao longo da linha lateral.



A nova espécie compartilha com L. parae e L. lacustris corpo alto, boca terminal, nadadeira anal longa e escura, três manchas escuras na linha lateral pequenas, sendo as duas últimas, em especial a última, geralmente apagadas, e preferência por habitats lênticos.

Para saber mais:
Britski, H.A. and J.L.O., Birindelli Description of a new species of the genus Leporinus Spix (Characiformes: Anostomidae) from the rio Araguaia, Brazil, with comments on the taxonomy and distribution of L. parae and L. lacustris. Neotropical Ichthyology 6, pp. 45–51, 2008.

Adaptado e traduzido por Ricardo Britzke
©
Copyright 2008 ©

1 comentários:

Nina disse...

Olá Ricardo!!! Muito obrigada pelo presnte!! Fico muito feliz por vc ter lembrado de mim!!!